HSLI - HOLY SPIRIT LEARNING INSTITUTE

Mensagens de Fé Estudo da Palavras HSLI

ESTUDOS DA PALAVRA

O QUE É MAIS IMPORTANTE DEIXAR DE HERANÇA PARA (o) (a) S FILHO (a) S.

A oração de Isaque. Abra a tua bíblia em (Gênesis 26 v 1 ao 6). Você lembra quando estudamos sobre á escolha da companheira de Isaque e como Deus guiou o servo de Abraão, orientando-o de maneira a buscar a sua perfeita vontade. Com a morte de Abraão, a promessa de Deus continuaria na vida de Isaque, mas ele deveria demonstrar a Deus a mesma confiança do seu Pai Abraão. Com a morte de Sara, Abraão casou com Quetura e teve filhos dela, mas sabia da promessa de Deus na vida de Isaque, sendo assim, o último ato de Abraão foi assegurar que a promessa que Deus lhe fizera na ocasião do concerto, continuaria com Isaque. Essa sua solicitude e providencia serve de exemplo a todos os chefes de família e líderes de igrejas os quais devem fazer o máximo para que a real comunhão que os cristãos tenham com Deus, em verdade, pureza, poder e bênção passe a geração seguinte. Os pais devem guiar seus filhos e filhas nos caminhos do Senhor e ensina-los que a maior herança é aprenderem a palavra de Deus e serem dirigidos pelo Espirito Santo e cumprirem a sua missão na terra. Dirigidos pelo Espirito Santo será mais fácil ouvir a voz de Deus, saber a sua vontade e obedecer. Infelizmente nem sempre o que os pais desejam para os filhos e filhas e se esforçam para ensiná-los, torna-se parte de sua vida. Uma coisa que Abraão ensinava a Isaque não era como adquirir riquezas e bens materiais no mundo, mas a ouvir a voz de Deus e aprender a obedecê-lo. Se Isaque não aprendesse a obedecer a Deus, ele não conseguiria ver a promessa da sua descendência concretizada. Abraão sabia das dificuldades, tribulações, pela qual Isaque passaria e, portanto, mesmo deixando todos os seus bens materiais, se ele não aprendesse a descobrir a perfeita vontade de Deus e a obedecer, o inimigo tomaria todos os bens deixados por Abraão e ainda inviabilizaria o plano divino na vida de Isaque. Com falecimento de Abraão, Isaque e Ismael, filho da escrava, o sepultaram na cova de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar, heteu, que estava em frente de Manre. O campo que Abraão comprara dos filhos de Hetes. Com a morte de Abraão chegou o momento de Isaque confirmar se, os ensinamentos de seu Pai faziam parte de sua vida. A estratégia do inimigo, ainda nos dias de hoje, é demonstrar aos pais que a maior herança a ser deixada aos filhos ou filhas é a sabedoria humana para adquirir recursos materiais, mas não a sabedoria divina. É um grave erro não ensinar os filhos os benefícios de buscarem a perfeita vontade de Deus em todas as a situações e se estribam em seu próprio entendimento, por isso muitos perdem tudo o que os pais deixaram e, quando descobrem o segredo já é muito tarde. Isaque orou insistentemente ao Senhor para que Rebeca, sua esposa estéril, concebesse. Ora não é estranho, Deus faz uma promessa a Abraão de que faria da sua descendência uma grande nação e permite que Isaque casasse com uma mulher estéril? Ora, porque ele não ficou reclamando e murmurando com Deus pela situação? Adiantaria ter muito dinheiro nesse momento? Ora, quem foi exemplo para Isaque? Seu Pai Abraão. Rebeca, assim como Sara, era estéril e Isaque teve que pedir a Deus o próximo filho da promessa, de cuja descendência o redentor um dia nasceria. Dessa maneira Deus acentua o princípio espiritual que a redenção a herança espiritual e o cumprimento do concerto, não se concretizam de forma natural, mas divina em resposta à oração de quem busca a face do Senhor. Noutras palavras, a oração e o meio pela qual Deus quer cumprir suas promessas e bênçãos em tua vida e não através de bens materiais. Se, portanto, você que está acessando este site, não aprender a buscar a perfeita vontade de Deus na palavra, pelo poder do Espirito Santo e assim obedecer a Deus, dificilmente poderá deixar esta herança para os seus filhos, como fez Abraão. Porque Rebeca era estéril, Isaque e sua esposa tiveram que esperar vinte anos pelo filho prometido, a fim de dar continuidade aos propósitos de Deus na terra. Durante a gravidez, os filhos lutavam dentro dela, então Rebeca foi perguntar ao Senhor e ele respondeu dizendo que dois povos se dividiriam. Nas suas entranhas e um povo seria mais forte do que o outro, o maior servirá ao menor. Os dois povos são os Israelitas (Os descendentes de Esaú). Hostilidade e conflito assinalaram a seguir, o relacionamento entre esses dois povos. Na revelação de Deus a Rebeca, ele sabia das intenções de Esaú. Segundo o costume, o mais jovem entre dois filhos serviria ao mais velho. Nesse caso, porém Deus inverteu essa norma. Vocês sabem porquê? Esaú ignorava os padrões de retidão de seus pais, pois casou-se com duas mulheres que não serviam ao Deus verdadeiro. Isso também demonstrou sua falta de interesse pelas bênçãos de Deus prometidas no concerto de Abraão. A primogenitura, herança do primogênito consistia em (1) liderança na adoração a Deus e chefia da família; (2) Uma dupla porção da herança paterna; (3) O direito a bênção do concerto, conforme Deus prometera a Abraão. O fato de Esaú vender a sua primogenitura revela quão pouco valor ele atribuía ás bênçãos de Deus e as promessas do concerto. Esaú optou estultamente por trocar bênçãos que ultrapassam o nosso entendimento por prazeres atuais momentâneos. Agora, eu pergunto: Como Deus poderia dar continuidade ao seu plano divino de trazer Jesus a terra e trazer o homem de volta a sua comunhão, se Esaú era desobediente? Seria impossível, por isso, por amor a mim e a você, Deus inverteu a norma da primogenitura e revelou a Rebeca que o menor serviria ao maior; em outras palavras, estabeleceria o seu pacto com Jacó. A estratégia do inimigo foi induzir Esaú a abrir mão da primogenitura e assim inviabilizar o plano divino. Esaú não seguiu os conselhos e a obediência do seu Pai, Isaque, a Deus. Pelo contrário, escolheu se rebelar não demonstrando qualquer interesse pelas bênçãos do concerto de Deus. Sem a intervenção divina, o plano do inimigo teria dado êxito. Deus levantou Abraão, como um modelo de obediência, que procede da fé. Este tinha feito um esforço sincero para guardar as leis e os mandamentos do Senhor. Por causa disso, Deus o abençoou. Esse ideal de buscar a perfeita vontade de Deus e crer nos milagres, Abraão ensinou ao seu filho Isaque e, após a sua morte, ele confirmou a sua fé, obedecendo e confirmando o pacto com Deus, dando continuidade ao seu plano divino. O mesmo não aconteceu com Esaú. O primogênito não seguiu os caminhos do Senhor e por intervenção divina, Deus modificou o costume local para salvar a raça humana a dar continuidade ao seu plano de trazer Jesus Cristo a terra. Nos encontraremos novamente no dia 09/06/22, caso queira colaborar com esse Ministério, deposite na Conta Corrente 18560-4, Agência 2200-4, Banco Bradesco e pelo aplicativo Pag Seguro o valor que Deus colocar em teu coração ou ajude em oração para que a perfeita vontade de Jesus e Deus Pai, seja alcançada, e que ele continue abençoando a tua vida. Amém.

PASTOR MÁRIO

“Para que o Deus de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da Glória vos dê em seu conhecimento (espírito) o espírito da sabedoria e de revelação. Oro para que sejam iluminados os olhos do vosso entendimento (alma), para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais riquezas da glória da sua herança nos santos. Efésios 1:17-18”