A ESTRATÉGIA DO INIMIGO

HSLI - HOLY SPIRIT LEARNING INSTITUTE

A DEFESA DA FÉ

CUIDADO, O INIMIGO NÃO DESISTE II.

Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abraão numa visão, dizendo: Não temais Abraão eu sou o teu escudo; o teu galardão será muito grande. Então disse Abraão: O Senhor Deus, o que me darás, se continuo, sem filhos, e o herdeiro da minha casa e o Damasceno Eliezer? Disse mais Abraão: A mim não me tens dado filhos; de modo que um nascido na minha casa será o meu herdeiro. Ao que lhe veio a palavra do Senhor: Este homem não será o teu herdeiro, mas aquele que de tuas entranhas sair será o teu herdeiro. Então o levou para fora e disse: olha agora para o céu, e conta ás estrelas, se as pode contar. Então lhe disse: Assim será a tua descendência (Gênesis 15 v 1 a 6). Continuando nossos estudos, sobre a caminhada de Abraão para cumprir a missão de Deus em sua vida na terra, não esqueça que em nosso último estudo Abraão não cumpriu totalmente a perfeita vontade de Deus, pois ao sair da sua parentela para uma terra distante, levou consigo o seu sobrinho Ló. Na caminhada os pastores de Abraão e de Ló contenderam devido ao grande número de rebanho, gados e tendas. Abraão propôs ao seu sobrinho o seguinte: Não está toda a terra diante de ti? Rogo-te que te apartas de mim. Se escolheres a esquerda irei para a direita; se a direita escolherdes, irei para a esquerda. Levantou Ló os olhos, e viu toda a campina do Jordão e que era toda bem regada (antes de o senhor ter destruído, Sodoma e Gomorra). E era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito, na direção de zoar. Então Ló escolheu para si toda a campina do Jordão, e partiu para o oriente. Assim se apartaram um do outro. (Gênesis 13 v 9 a 11). A escolha de Abraão foi determinante para que Deus renovasse a sua promessa. Não, é diferente contigo, durante a tua caminhada surgirão inúmeros obstáculos e você terá que decidir qual o caminho a seguir. No momento em que Abraão conversou com o seu sobrinho Ló, para que ambos se apartassem um do outro, ele, na verdade, estava cumprindo, naquele momento, sem exceção a perfeita vontade de Deus, ou seja, a promessa de Deus estava restrita a vida de Abraão. Infelizmente o sobrinho de Abraão não entendeu que a sua prosperidade estava vinculada a benção de seu tio. Ao se afastar de Abraão, ele também estava se afastando de Deus e da sua proteção, pois da mesma maneira que ele protegia Abraão, protegia Ló. Toda vez que você estiver diante de uma provação ou uma decisão que certamente afetará a missão do Senhor Jesus Cristo em tua vida na terra, a tua escolha determinará o cumprimento da promessa de Deus em tua vida ou não. Ló era sobrinho de Abraão. Tenho certeza que ele não gostaria de tomar aquela decisão, mas teria de escolher: Aceitar a presença de Ló e a contenda entre os seus pastores, com a provável renuncia ao seu propósito divino ou apartar-se dele e confiar na promessa de Deus para a sua vida. E foi justamente o que aconteceu. Ló escolheu a parte da campina do Jordão e que era bem regada e Abraão escolheu para si o deserto. Aos olhos de Ló a sua escolha foi sabia, entretanto ele estendeu as suas tendas até as proximidades de Sodoma e Gomorra. Não é preciso nem comentar o que sucedeu a Ló e a sua família, pois vocês sabem. A sua escolha determinou o seu futuro. Após a sua decisão, Deus renovou a sua promessa a Abraão. “Disse o Senhor a Abraão depois que Ló se apartou dele: levanta-te agora, os teus olhos, e olha deste lugar onde estás, para o norte para o sul, para o oriente e para o ocidente. Toda esta terra que vês hei de dar a ti e a tua descendência para sempre. Farei a tua descendência, como o pó da terra de modo que se alguém puder contar o pó da terra, também a tua descendência será contada. Levanta-te e percorre a terra, no seu comprimento e na sua largura, pois eu darei a ti, então mudou Abraão as suas tendas, e foi habitar nos Carvalhais de Mare, que estão junto a Hebron, onde edificou um altar ao senhor (Ver Gênesis 13 v 14 a 18). A presença do Espírito Santo estava sobre a vida de Abraão, mas não significava que ele não teria dificuldades em sua caminhada, pois o inimigo estava atento, aguardando uma oportunidade para prejudicar a obra de Deus e a sua promessa na vida de Abraão. Com você acontece a mesma coisa. Você tem uma missão de Jesus Cristo em tua vida e também terá que tomar decisões desagradáveis, mas a cada decisão, segundo a sua perfeita vontade, ele renovará, mediante a sua palavra, as suas promessas em tua vida. Deus renovará a sua promessa em tua vida para fortalecer a tua fé. Entretanto, o inimigo estava atento e esperava uma oportunidade para prejudicar a promessa de Deus na vida de Abraão. No livro de (Gênesis 15 v 1 a 21), Deus prometeu a Abraão um filho e falou claramente que o herdeiro nasceria de suas entranhas. O tempo foi passando e a promessa de Deus parecia muito distante, então o que a esposa de Abraão, propôs: Disse, pois Sarai a Abraão: O Senhor me tem impedido de ter filhos. Toma a minha serva porventura tereis filhos dela. E ouviu Abraão a voz de, Sarai (Gênesis 16 v 2). Você percebeu uma coisa? Abraão não consultou a Deus sobre aquela decisão. Sendo um homem obediente e temente a Deus, ele não deu ouvidos a sua voz. Preferiu ouvir a voz da sua mulher. Esta era a oportunidade que o inimigo precisava. Será que Abraão não lembrava mais da promessa de Deus? Será que com o passar do tempo ele havia esquecido? Se você estiver acessando este estudo, saiba de uma coisa, você pode até esquecer da promessa de Deus para tua vida, mas ele não esquece o que te prometeu, pois zela até o fim pelas suas palavras e elas não voltam vazia. “Assim, como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não torna, mas rega a terra e a faz produzir, e brotar e da semente ao semeador, e pão ao que come assim será a palavra que sair da minha boca: Ele não voltara para mim vazia, mas fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. Com alegria saireis, e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros exclamarão de prazer perante a vossa face, e todas as árvores do campo baterão palmas. Em lugar do espinheiro crescera, o cipreste, e em lugar da sara crescerá, a murta. Isto será para o renome do Senhor, por sinal e termo, que nunca se apagará. (Isaias 55 v 10 a 13). Será que ele agiu assim para agradar a Sara? Essa precipitação deu origem a Palestina e a Israel. Um confronto que existe até os dias de hoje e não há nenhuma possibilidade de Paz até o momento. Você não pode tomar a dianteira e dar uma ajudazinha para ele cumprir a sua promessa em tua vida. Quando você toma esta atitude, o inimigo aproveita a situação e age para prejudicar a missão do Senhor Jesus Cristo em tua vida na terra. Mesmo assim Deus apareceu a Abraão, nos Carvalhais de Manre, e enviando três anjos para fazer juízo sobre a cidade de Sodoma e Gomorra, eles revelaram a Abraão que no espaço de um ano, Sarai terá um filho. Abraão já estava com noventa e nove anos e Sara sua mulher já há muito tempo ultrapassara a idade de ter filhos. Eu pergunto: Com esta idade avançada, Abraão e Sara teriam condições de ter filhos? Não, mas Deus cumpriu a sua promessa com o nascimento de Isaque. Nos encontraremos novamente no dia 11/10/22, caso queira colaborar com esse Ministério, deposite na Conta Corrente 18560-4, Agência 2200-4, Banco Bradesco ou PIX de nº 03.178.109.0001/01 CNPJ, o valor que Deus colocar em teu coração ou ajude em oração para que a perfeita vontade de Jesus e Deus Pai, seja alcançada, e que ele continue abençoando a tua vida. Amém.

PASTOR MÁRIO

“Eu sou aquele que vos consola. Quem és tu para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem que não passa de erva.
Isa.51:12”