A Pastor

HSLI         HOLY SPIRIT LEARNING INSTITUTE

 

 

O QUE É O HSLI

QUEM SOMOS

 CURSOS

 AQUISIÇÃO DE CURSOS E APOSTILAS

O HSLI E VOCÊ

CONHEÇA UMA AULA

ORIENTAÇÃO

INTERCESSÃO

PALESTRAS

TESTEMUNHOS

ESTUDOS DA PALAVRA

FALE CONOSCO

DEFENDENDO A FÉ !

APRESENTAÇÃO DO MOVIMENTO NOVA ERA EM VÍDEO

Manual do Aluno
APOSTILAS
Colaboradores e Doações
Meditação Diária
Fórum HSLI
Notícias
Bate-Papo

 

Vídeo by HSLI

HSLI-SHOPPING


Receba nossa NewsLetter

Cadastrar
 

Indique este Site !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTUDOS DA PALAVRA

 

 

 

                   

.

 

 

OS REQUISITOS DO CRESCIMENTO ESPIRITUAL.
PARTE I.
90

 

Sem reconhecer a presença do Espírito Santo, habitando contigo em teu espírito, não será possível ouvir a voz de Deus e cumprir a missão de Jesus Cristo em tua vida na terra. Mas não se pode esquecer que, além disso, será necessário acrescentar mais três requisitos. 1) A paz interior; 2) Aprender a reconhecer a sua voz 3) Estar disposto a obedecer-lhe, seja qual for sua vontade. Neste estudo abordaremos os três requisitos, iniciando o nosso estudo pela paz interior. Vivemos em um mundo barulhento aonde as pessoas parecem fugir de si mesmas. E isso é muito preocupante. Se, estamos em casa, logo ligamos a televisão ou rádio para afugentar o silêncio. Até mesmo dentro do carro já não sabemos mais ficar com o som desligado. Quando saímos às ruas nos deparamos com uma verdadeira poluição sonora. Motoristas desfilam com seus carros exibindo sons potentes. E para ficar ainda pior, esses se misturam com os sons dos bares, lojas e lanchonetes e nem nos damos conta que isso é normal. Temos medo do silêncio! E o que me preocupa ainda mais é que a cultura do barulho está encontrando lugar até mesmo em nossas igrejas. As músicas religiosas para competir com as músicas profanas têm sido compostas em ritmos agitados que na maioria das vezes aviva os ouvintes, mas não proporciona o verdadeiro encontrar do homem consigo mesmo e com Jesus. Talvez esteja aí a resposta para tantas pessoas que não entendem porque vão tanto á igreja e continuam se sentindo tristes e deprimidas. As pessoas principalmente nossos jovens e adolescentes precisam encontrar na igreja ambiente diferente daquelas que o mundo oferece. É importante para o verdadeiro encontro conosco mesmo e com Deus aqueles momentos de silêncio e adoração. Deus não se manifesta no barulho. Nosso Deus é Deus do silêncio. Jesus quando se sentia cansado e necessitava de um encontro mais profundo com o Pai se retirava para lugares silenciosos, pois sabia que ali encontraria a paz e as respostas para as suas inquietações. Deus fala no silêncio! Veja que o profeta Elias querendo ouvir a voz de Deus, subiu a montanha. E diz as escrituras que aconteceu um terrível furacão, mas Deus não estava nele, houve ainda um terremoto, mas Deus não estava no terremoto. Depois do terremoto apareceu fogo, mas Deus também não estava no fogo. Depois do fogo, ouviu-se uma brisa, suave e nesta brisa suave, Elias pode ouvir a voz de Deus (Ver I Reis 19 v 11 a 13). Hoje, as mentes estão sempre ocupadas com a internet, vídeo Games, problemas, ansiedades, preocupações, enfim dificilmente alguém poderá ouvir a voz de Deus se a alma e o espírito não estiverem em paz interior. Até durante a oração não ficamos em silêncio. É preciso ter tempo para conversar com Deus. Tempo separado para orar. A oração nunca está completa enquanto conversamos com Deus. Depois que falamos tudo é preciso estar com a mente voltada para o Espírito Santo para recebermos as respostas as nossas orações. A voz de Deus são palavras que não se ouvem com ouvidos humanos, mas com ouvidos espirituais. Em uma geração tão apressada como a nossa, isto soa muito estranho. Deus não tem pressa, pois é onipotente. Na verdade, nós já nascemos apressados, pois a nossa vida é um sopro. Todavia, as grandes escolhas da nossa vida correm perigo por causa da pressa. Deus pode responder a oração, em apenas uma palavra, mas quando se trata de comunhão ele quer estar conosco porque nos ama. Quanto mais comunhão com Deus, mais poder. Um dos exemplos bíblicos marcantes dessa comunhão foi á presença de Deus de forma crescente na vida de Moises, depois da primeira visita que fez ao faraó e tudo deu errado. A crise fez Moises orar com mais entendimento e Deus deseja isso. Aquela comunhão foi crescendo enquanto que ao mesmo tempo a confiança de Moises também crescia. Deus falava face a face com ele. O Falecido Pastor, David Wilkerson, falou sobre suas experiências com Deus. E uma delas foi assim: No começo tudo que ele orava, Deus respondia. Anos depois, isso parou de acontecer. Ele orava e Deus permanecia em silêncio. Inconformado, um dia o Pastor orou com muita franqueza: Deus, se não responde mais as minhas orações, como é que minha fé vai crescer? E, então ele ouviu mais ou menos isso: Filho, qualquer um pode dizer que tem fé se, tiver prontas respostas as orações. Mas a fé se aperfeiçoa e cresce, durante o tempo que você continua esperando com paciência o sim da minha vontade. Deus nos fala, mas geralmente estamos preocupados em falar, falar, e contar-lhe os nossos problemas do dia a dia e ele simplesmente nos ouve. Se falamos o tempo todo, nada mais, natural que ouvirmos o som da nossa própria voz. Enquanto nosso “Eu” estiver dominando, só ouviremos a nós mesmos. O grande problema é que chegamos á presença de Deus para ouvir o que queremos. Geralmente quando chegamos a ele para pedir alguma coisa, já temos a resposta do que queremos. Não pedimos a ele que nos diga o que é melhor para nós, mas dizemos a ele o que queremos e pedimos isso.  É sempre nosso “Eu” dominando como se inversamente fôssemos nos deuses e que estivesse a disposição simplesmente para atender aos nossos desejos. Mas Deus nos ama o suficiente para não nos dar tudo o que queremos, quando nos comportamos, como crianças mimadas, Deus nos quer amadurecidos e prontos para vida. Quem é Deus e quem somos nós? Quem criou quem? E quem conhece o coração de quem? Somos orgulhos. Portanto, se quiser conversar com Deus aprenda a estar em silêncio primeiro. Aprenda a ser humilde; aprenda a ouvir. E aprenda principalmente que sua voz nos fala através da palavra e também de fatos e que nem sempre a solução que ele encontra para nossos problemas são as mesmas que impomos. Deus também diz “Não” quando é disso que precisamos. Ele conhece nosso coração muito melhor que nós, pois vê dentro e vê nosso amanhã. Ele conhece os nossos limites e nossas necessidades. A Bíblia nos dá este conselho: Quando quiser falar com Deus, entra em teu quarto e em silêncio ora ao teu Pai. Eis a sabedoria divina, a chave do mistério que nunca compreendemos. Mas, ainda é tempo. Se você estiver em tempos de trevas, trevas de perplexidade e confusão, não no coração, mas na mente, ocasião em que não sabe o que fazer nem que rumo tomar. O céu está nublado. A clara luz do céu não brilha sobre a sua vereda. Se este e o teu caso?  A primeira coisa a fazer é não fazer nada. Isto é difícil, para a natureza humana. Há um provérbio americano que diz mais ou menos assim: Se estiver cambaleando não corra, em outras palavras: quando não souber que rumo tomar, fique onde está. Quando entrar numa nuvem espiritual, não procure abrir caminho; diminua a marcha da máquina de sua vida. Se necessário ancore o seu barco ou deixe-o amarrado. O que devemos fazer é simplesmente confiar em Deus. Enquanto confiamos, Deus pode operar. Nossa ansiedade impede que ele faça qualquer coisa para nós. Se tua mente está perturbada e o teu coração angustiado; se as trevas ao redor te aterrorizam; se corres para cá e para lá no vão esforço de achar algum meio de fugir daquela prova que a providencia de Deus te enviou, o senhor não pode fazer nada para você. É preciso que a paz de Deus aquiete tua mente e faça descansar o teu coração. Você Tem que pôr a mão de Deus em tua mão, como uma criança e deixar que ele te guie para dentro do seu amor. Aí há plena luz, ele conhece o caminho de saída da mata. Suba no seu regaço e confie que ele te tirará da situação pelo caminho mais curto e seguro. Lembre-se de que você não sabe pilotar, mas que tem um piloto. Acesse a Defesa da Fé para continuar a parte II desse estudo. Nos encontraremos novamente no dia 28/06/2018. Caso queira colaborar com esse Ministério, deposite na Conta Corrente 18560-4 Agência 2200- 4, Banco Bradesco o valor que Deus colocar em teu coração ou ajude em oração para que a perfeita vontade de Jesus seja alcançada. Deus Abençoe a tua vida. Amém.

 

PASTOR MÁRIO

ue