A Pastor

HSLI         HOLY SPIRIT LEARNING INSTITUTE

 

 

O QUE É O HSLI

QUEM SOMOS

 CURSOS

 AQUISIÇÃO DE CURSOS E APOSTILAS

O HSLI E VOCÊ

CONHEÇA UMA AULA

ORIENTAÇÃO

INTERCESSÃO

PALESTRAS

TESTEMUNHOS

ESTUDOS DA PALAVRA

FALE CONOSCO

DEFENDENDO A FÉ !

APRESENTAÇÃO DO MOVIMENTO NOVA ERA EM VÍDEO

Manual do Aluno
APOSTILAS
Colaboradores e Doações
Meditação Diária
Fórum HSLI
Notícias
Bate-Papo

 

Vídeo by HSLI

HSLI-SHOPPING


Receba nossa NewsLetter

Cadastrar
 

Indique este Site !

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTUDOS DA PALAVRA

 

 

 

                   

.

 

 

A PALAVRA DE DEUS E AS EMOÇOES.
                                                                                  

68

 

Subiu, pois, Abraão do Egito para a banda do Sul, ele e a sua mulher e tudo o que tinha, e com ele Ló. E ia Abraão muito rico em gado, em prata e em ouro. E fez as suas jornadas do Sul até Betel, até ao lugar onde, ao princípio, estiver sua tenda, entre Betel e Aí; até ao lugar do altar que, dantes, ali tinha feito; e Abraão invocou ali o nome do senhor. E também Ló, que ia com Abraão, tinha rebanhos e vacas e tendas. E não tinha capacidade a terra para poderem habitar juntos, porque a sua fazenda era muita; de maneira que não poderia habitar juntos. (Gênesis 13 v 1 a 6.) A presença de Deus estava sobre a vida de Abraão. Agora, eu quero que você analise uma coisa, Abraão estava caminhando na perfeita vontade de Deus? A resposta é negativa, lembram-se quando Deus no versículo (12) falou a Abraão. Ele disse o seguinte: Sai-te da tua terra e da tua parentela e da casa de teu pai para a terra que eu mostrarei. Abraão não deveria ter levado Ló em sua companhia. Deus sabia os problemas que ele enfrentaria e por isso determinou que ele fosse apenas com sua família. Desobedecendo a ordem divina, Abraão levou consigo Ló. Mesmo assim, Deus foi abençoando Abraão na exata medida de sua obediência, ou seja, quanto mais ele caminhava para cumprir a sua missão na terra, o seu propósito divino, mas bens matérias eram acrescentados e diz a palavra que ele tinha rebanhos, vacas e tendas. O interessante é que na mesma proporção, o seu sobrinho também tinha rebanhos, vacas e tendas, ou seja, Ló estava se enriquecendo ás custas de Abraão. Ele usufruía da benção, mas talvez pensasse que fosse por seus próprios méritos. Bem, não seguindo totalmente a perfeita vontade de Deus, o que aconteceu com os pastores de gados de Abraão e de Ló? Houve contenda entre eles. Novamente o inimigo aproveitou aquela situação para prejudicar o plano Mundial de Redenção da Raça Humana, na pessoa de Abraão. Tenho certeza que a ideia do inimigo era fazer com que Abraão olhasse para os lados de Sodoma e Gomorra, onde a campina era bem regada e assim, com influência daquela cidade, corrompê-lo e a toda a sua família, de maneira que a promessa de fazer dele uma grande nação fosse inviabilizada. Reflitam bem neste ponto. Deus é perfeito em tudo o que faz e fala, ele sabia que a vinda de Ló, juntamente com o seu tio, poderia, como aconteceu, prejudicar a sua obra. Mesmo assim, Abraão agiu pela emoção e não pela palavra de Deus, não seguindo totalmente as ordens divinas; encontrando-se em uma situação em que a separação era inevitável. Mesmo assim a presença de Deus ainda continuava com Abraão. Mais tome cuidado, a presença do Espirito Santo está condicionada a obediência irrestrita a sua voz. O Espirito Santo não é uma coisa que nós tomamos posse. Não, pelo contrário, ele é uma pessoa e sem submissão a sua orientação, não há manifestação. O Espírito Santo não se manifesta para que você possa se exibir, mas para que a gloria de Jesus seja revelada a todos. E por isso que não adianta chegar a igreja ou em qualquer lugar que você esteja e exigir que o Espírito Santo manifeste o seu poder, simplesmente porque você quer, não, não é assim que ele age, mas é, no momento e na hora certa, tendo como único objetivo manifestar Jesus a todos aqueles que estão presentes e necessitados da sua presença poderosa. Sem uma vida de santificação e obediência será muito difícil e talvez impossível ouvir e obedecer, as suas orientações divinas. Abraão ouviu, mas cumpriu parcialmente a perfeita vontade de Deus e quase prejudicou o propósito dele em sua vida. A situação ficou tão difícil de ser suportada que Abraão combinou com Ló que ambos deveriam se apartar, seguindo cada um pelo caminho que escolhesse. Ele permitiu a Ló que fizesse a sua escolha da seguinte maneira: Está toda a terra diante de ti? E ia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e, se a direita escolheres, eu irei para a esquerda. (Gênesis 13 v 9). Vocês sabem qual foi a escolha de Ló? Estribando-se no seu próprio entendimento e olhando as circunstâncias, Ló levantou os seus olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada. Ele não entendeu que toda aquela prosperidade de rebanhos, vacas e tendas estava vinculada a benção que estava sobre a vida de Abraão. Não era pelos seus próprios méritos e sim pela presença de Deus que acompanhava Abraão. Entretanto, se você tivesse que fazer uma escolha, durante o caminhar do propósito divino de Jesus Cristo em tua vida, será que agiria como Ló ou Abraão? No caminhar da missão de Jesus Cristo em tua vida na terra, seja na condição de pastor, diácono, presbítero, missionário ou outra chamada ministerial nunca te estribes em teu próprio entendimento, pois se a tua decisão não estiver em consonância com a palavra de Deus, o inimigo pode aproveitar a situação e prejudicar a obra redentora de Deus na tua vida e também estender a destruição para tua família, membros, enfim não é uma coisa tão simples. A responsabilidade é imensa. Um exemplo de decisão errada ocorreu na vida do rei Saul. O exército de Israel ia combater contra os Filisteus e o profeta Samuel tinha prometido fazer certas oferendas, quando Israel preparava-se para ir à batalha. Mas, como ele não chegou, como estava sendo esperado, Saul tomou uma decisão contrária à palavra de Deus. Com grande insensatez, pensou que poderia fortalecer as chances de Israel contra os Filisteus e ofereceu, ele mesmo, ofertas queimadas. Com esse ato de desobediência, Saul violou padrões fundamentais, determinados por Deus, que distinguiam os ofícios de rei e de profeta. Após aquela decisão inconsequente, Saul lutou contra os Filisteus e foi fragorosamente derrotado. Os efeitos da escolha de Saul não incidiram, ou melhor, não refletiram apenas sobre ele, mas sobre todo o exército de Israel, por isso é muito perigoso tomar decisões, deixando-se conduzir pelo próprio entendimento ou envolvendo-se emocionalmente nas questões. Deixo uma pergunta: Você tem obedecido a Deus totalmente ou parcialmente? Nos encontraremos novamente no dia 19/12/2017. Caso queira colaborar com esse Ministério, deposite na Conta Corrente 18560-4 Agência 2200- 4, Banco Bradesco o valor que Deus colocar em teu coração ou ajude em oração para que a perfeita vontade de Jesus seja alcançada. Deus Abençoe a tua vida. Amém.

 

PASTOR MÁRIO

ue